quinta-feira, dezembro 18, 2008

Conversas do Messenger I

Amorim diz:
ando numa de rock
Amorim diz:
a ler a biografia na palma da mão
Amorim diz:

Gabriel Francisco diz:
oh boy
Amorim diz:
chassus
Gabriel Francisco diz:
vai pro chiado
Amorim diz:
fazia te bem ler isso
Gabriel Francisco diz:
senta-te ao lado do pessoa
Gabriel Francisco diz:
e lê pessoa!
Gabriel Francisco diz:
vai ser
Gabriel Francisco diz:
epah...
Gabriel Francisco diz:
Lisboa é tão do best e tás tu aí
Gabriel Francisco diz:
dasss
Gabriel Francisco diz:
vai subir o elevador de santa justa...
Gabriel Francisco diz:
leva um livro
Gabriel Francisco diz:
pede um porto
Gabriel Francisco diz:
e mama-o ali mesmo...
Gabriel Francisco diz:
com vista de uma das 7 colinas da cidade
Gabriel Francisco diz:
vai...
Gabriel Francisco diz:
passa pela Igreja de São domingos e..
Gabriel Francisco diz:
entra..
Gabriel Francisco diz:
aprecia a queimadura guardada
Gabriel Francisco diz:
sai...
Gabriel Francisco diz:
caminha um pouco só e sobre o teu olhar encontrarás uma porta idosa... uma entrada rogosa...
Gabriel Francisco diz:
entra e pede ginja
Gabriel Francisco diz:
deixa um sorriso ao senhor e pede-lhe um foto ctg
Gabriel Francisco diz:
continua...
Gabriel Francisco diz:
segue pela rua mais estreita que o teu olhar encontrar
Gabriel Francisco diz:
espreita...
Gabriel Francisco diz:
tv encontres outra porta semelhante à última...
Gabriel Francisco diz:
semelhante na aparência,
Gabriel Francisco diz:
diferente na riqueza
Gabriel Francisco diz:
entra...
Gabriel Francisco diz:
sobe essa escadaria!
Gabriel Francisco diz:
passa a mão pela cortiça arrancada de bem longe... além do Tejo...
Gabriel Francisco diz:
são aromas deixados pelo Alentejo que beijam Lisboa
Gabriel Francisco diz:
sobe novamente a escada em caracol
Gabriel Francisco diz:
espreita as salas vazias
Gabriel Francisco diz:
e respira a réstia de glamour que os antepassados deixaram
Gabriel Francisco diz:
era um casino!!
Gabriel Francisco diz:
esboça um sorriso para o piano que está bem encostadinho no canto da sala...
Amorim diz:
jassus
Amorim diz:
merece um mpost
Gabriel Francisco diz:
traça outro sobre o palco que te levam logo a imaginar raparigas a dançar com saias voantes....
Gabriel Francisco diz:
vai...
Gabriel Francisco diz:
sai....
Gabriel Francisco diz:
entra nas ruas
Gabriel Francisco diz:
pergunta por algo mais que a apar~encia das coisas a um qq velhinho experiente....
Gabriel Francisco diz:
encontrarás muita ausência
Gabriel Francisco diz:
saberás que muito deixou de ser o que era...
Gabriel Francisco diz:
mas.. saber-te-á pela vida
Gabriel Francisco diz:
vai... sai
Gabriel Francisco diz:
vai deleitar-te
Amorim diz:
fez te bem a viagem... de repente ficas te mais delicado com as palavras que Camões ousou escreve no seu tempo!
Gabriel Francisco diz:
deixa de ser um vadio preso
Gabriel Francisco diz:
pega só na tua chave de casa... sai com pouco.. entrar+as com mais
Gabriel Francisco diz:
e qd voltares... verás que a tua casa cresceu
Amorim diz:
chassus...
Gabriel Francisco diz:
pk?
Gabriel Francisco diz:
apenas porque notarás que afinal não és assim tão grande
Gabriel Francisco diz:
somos uns pós que caminhamos num grão que anda por aí suspenso num raio de luz
Gabriel Francisco diz:
nada mais... e o nosso tudo na verdade é nada. por isso sai... vai respirar lá fora.
Gabriel Francisco diz:
sai...

3 Comentários:

Às sexta-feira, dezembro 19, 2008 12:15:00 da tarde , Blogger Gabriel disse...

...
espero que já tenhas ido, que tenhas saído e tenhas regressado com outro olhar sobre a tua rotina.

Foste à pastelaria nacional? :)

Temos que ir lá tomar o pequeno almoço muito em breve ;)

Pura vivência...
Puro abraço

 
Às sexta-feira, dezembro 19, 2008 7:38:00 da tarde , Blogger Arcuense disse...

Saí e imagina só o que apreciei... as meninas de rua da Amadora, isto tb pertence ao distrito de Lisboa, isto tb é real!

 
Às sábado, dezembro 20, 2008 10:06:00 da manhã , Blogger Gabriel disse...

Isso também é ser!

Agora sossega e vem almoçar comigo.. :) tou-ti`sperando!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial