quinta-feira, maio 25, 2006

...

Estou repousado no cansaço

de uma vida sem traço.

Estendo-lhe o braço...

...caminho e saboreio o meu passo,

mas nem devagar sinto o que faço.

Perco-me constantemente na razão.

Encontro-me momentaneamente na emoção...

... e nesses breves instantes de paixão pergunto estendendo-lhe a mão:

"Vida... andas a brincar comigo,

ou não fazes mesmo sentido?!"



4 Comentários:

Às quinta-feira, maio 25, 2006 9:59:00 da tarde , Blogger henrique disse...

Se a vida fizesse sentido perdia toda a sua essência...Quanto à relação emoção versos razão, o que tenho a dizer é que apesar de tentar viver pela razão, a emoção acaba sempre por vir ao de cima...O que pode originar muita felicidade, mas também uma tristeza que nos faz questionar sobre algumas coisas...Pois a felicidade nao se questiona vive-se...

 
Às sexta-feira, maio 26, 2006 1:24:00 da tarde , Blogger Gabriel disse...

"Se a vida fizesse sentido perdia toda a sua essência..."

Tem lá calma com o que dizes:)
A vida tem muito de "essência"... porque acredito que faça sentido.
Só que por vezes questionamo-nos... talvez porque sentimos que a essência da vida poderia ir muito mais além...

 
Às sexta-feira, maio 26, 2006 2:37:00 da tarde , Blogger *Nádia Alexandra* disse...

Pois eu concordo que a vida, na maioria das vezes, não faz sentido...quer dizer, viver faz sentido, mas todas as coisas que nos rodeiam e com que nos deparamos no dia a dia(todas as coisas que juntas fazem a "vida"), muitas vezes não fazem sentido...e como eu sou apologista de que nada faz 100% de sentido...a vida é a "mãe" da falta de sentido! bjo

 
Às sexta-feira, maio 26, 2006 4:37:00 da tarde , Blogger Gabriel disse...

Há dias em que consigo sentir o sentido da vida... e outros que não. Ontem foi um deles e escrevi:)
Quando voltar a sentir-lhe o sentido acho que é justo escrever tb.. né? :)
Fiquem bem.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial